quarta-feira, 19 de março de 2008

Lembranças de New York





Saí do Aquário por volta das 6 h da tarde e virei meu destino rumo a Torre de Sidney para ver o sol se por lá de cima. Pergunta, caminha, pergunta, caminha e já fazia um certo frio. Dim de expediente em cidade grande é tudo igual. Correria de ternos, saltos altos, tailers, terninhos, bolsas da Dolce Gabana e um certo ar de perfume importado no ar, colocado antes de sair aaaaaaa rua. Nos pubs, montes de executivos e executivas falando alto e tomando todas. Ali poderia ser Nova York, Barcelona ou São Paulo – tudo igual. Muitos homens bonitos mas nada que se compare a Curacao. É outro estilo. Aqui é todo mundo muito vestido, mas alegres. Garotas. Em nossa homenagem apliquei o truque da foto de jornalista numa janela onde estavam 4 homens tomando cerveja e rindo muito. Riram mais ainda quando disse que queria tirar uma foto deles. Tentarei editar aqui. Cheguei a Torre e, de novo, o PRESS funcionou e paguei preço de criança. Quando a porta do elevador abriu-se e eu dei dois passos em direção aaaaaquele vidro enorme que deixava ver toda a cidade lá de cima.... me deu um frio na barriga. Me lembrei de quando estive no World Trade Center e tive a mesma sensação de quere voar de lá de cima. Logo veio aquela outra imagem do avião e uma tremenda vontade de sair dali. Dei uma volta, fotografei os quatro cantos e desci. Lá embaixo assisti um filme sobre a história do país e as principais atrações.

Um comentário:

Lady Fê disse...

Amiga, a história da foto é perfeita. Estou ansiosa prá ver o(s) resultado(s).Espero que sejam tão bons quanto os de Curaçao.
Bjs. nos meninos.